Posts Tagged ‘halé’

Mukeka di Rato no Rio de Janeiro

novembro 30, 2008

Os capixabas da banda Mukeka di Rato tocarão no Rio de Janeiro na próxima sexta-feira (05/12). O show, que é uma parceria da Audio Rebel com a A&R Produções, promete ser um encontro entre amigos no palco e fora dele.
Além dos capixabas, tocarão os petropolitanos da banda Itsari e os cariocas da Halé e da Kopos Sujus.

mukeka-copia

Serviço:
Audio Rebel e A&R Prod apresentam:
Mukeka di Rato
Itsari
Halé
Kopos Sujus
Data: 05/12/2008 (sexta-feira)
Local: Audio Rebel – Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo
Horário: 17h
Ingresso: R$12 (antecipado no local)/ R$15 (na hora)

Anúncios

Hardcore em Teresópolis

outubro 22, 2008

HARDCORE CONTRA A FOME

TERESÓPOLIS HARCORE APRESENTA

Nuestro Sangre – Teresópolis
Sanhaço – Teresópolis
Frente Imperial – São Gonçalo
Unatural – Macaé
Cervical – Macaé
Halé -Rio
Keith Marrone – Friburgo
Crime Passional – Rio

Dia: 09/11 – Domingo
Horário: A partir das 13:00
Entrada: 2 kg de alimento (exceto fubá, sal e farinha)
Local: Colégio e Curso P&C – Endereço: Av. Feliciano Sodré, 791 – Centro – Teresópolis
(próximo a prefeitura) – Tel. (21) 2643-1690

Halé – Lixo Extraordinário

setembro 24, 2008

Halé – Lixo Extraordinário
(Karasu Killer Records/ Ah Danada/ Tamborete/ Abunai Records/ U&R Records/ Ant Discos – 2007)
PhotobucketLixo Extraordinário é o álbum de estréia desses cariocas que já vinham fazendo barulho no underground nacional com uma demo que os fez tocar em São Paulo, Espírito Santos e Juiz de Fora. São 16 sons carregados de irreverência e um ar de diversão que não estão só nas letras descompromissadas, mas também na execução das músicas, o bom e velho hardcore, com pitadas de bom humor, acrescentados do vocal descontraído de Perninha e os coros feitos por figuras da cena carioca como Heron (Uzômi) e Stressor (D.A.D.). Destaque para “Cerveja”, “Da Silva e seu bando” e “Atração Turística de favela é presunto”. O álbum faz um convite à diversão e parece querer dizer que essa é uma banda de amigos feita para amigos. Mas não pense que é um álbum “feito nas coxas”. Pelo contrário, essa banda mostrou que veio pra ficar, é hardcore feito por quem entende. A gravação é de qualidade e o material gráfico impecável é assinado por Flávio Flock. Para quem gosta da fase Gaiola da banda Mukeka di Rato,esse álbum é extraordinário, lixo não…

Contato:
Myspace

Por Deise Santos