Posts Tagged ‘DER’

Full Fest – Programação Completa

dezembro 5, 2008

Festival em Itapira (SP), reunirá em dois dias e noites muita música, oficinas, debates, palestras, performances e interação. A proposta do evento é agregar e ousar, colocando num só espaço diferentes idéias, discussões e manifestações culturais.

No dia 13/12, sábado, tocarão a bandas: DER,  One blood, Vivenciar (RJ), Scorin the Game (BH), Condictio, Sweet Suburbia, Você tem que Desistir, Busscops, Indexterity e Positive Youth.

No domingo, 14/12, tocarão: Bandanos, Nunca Inverno (CWB/BNU/SP), Levante, Nossa Vingança, Blue Montain Side, Acid Rain, Alternative System, Alice D e  Julgamento.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

Sábado 13 de dezembro

Das 14h às 20h: Bandas
Local:(Espaço Palco)

Das 14h às 20h: Exposições de fotografia/graffiti/tattoo
Local:(Espaço Corredor)

Tatuagem:
Por Tatuadores André Camargo, Madhava Zamberlan.

Fotografia:
Por Daigo Oliva e Mateus Rondini, exposição do fotozine Fudido e Xerocado.

Das 14h às 20h: Oficina de pedal para distorção por Ian Falabella.
Local:(Espaço tenda)

Debates:
Local:(Espaço Idéias)

Das 20h às 21h –  Troca de experiência sobre produção independente
e faça você mesmo.

(espaço restaurante)

Das 20h ao término dos filmes:
Ensolarado Byte: Documentário sobre o Mangue Beat, com a reflexão
sobre o uso de conceitos como “copyleft” e “licenças de uso abertas”.

Sinfonia Animal: Documentário sobre vegetarianismo-Sinfonia Animal.

Our Daily Breed: Controverso filme austríaco mostra as diversas faces
do sistema do produção de alimentos no mundo industrializado.

Zeitgeist Addendum – The Revolucion is Now: Uma análise do sistema
financeiro atual, descrevendo como os superbanqueiros regem o mundo.

Domingo 14 de dezembro

Debates:
Local:(Espaço Idéias)

Das 9h às 10h: Resistência Queer (por: Organizadores do Queer Fest)

Das 10h às 11h: Mídia e comunicação (por: Voluntários CMI –
Centro de Mídia Independente)

Das 12h às 13h: Ocupações e espaços autônomos (por: membros de
Centros Culturais independentes)

Das 13h às 14h: Locomoção humana – A bicicleta na cidade (por:
membros da Bicicletada).

Das 14 Hrs às 20 Hrs: Bandas

Das 14 Hrs às 20 Hrs: Exposições de fotografia/graffiti/tattoo

Das 14 Hrs às 20 Hrs: Oficina de técnico de áudio por Ian Falabella.

E mais:
Banquinhas de livros, cds, fanzines e material independente.
Apoio a UIPA de Itapira com uma parte da renda destinada à entidade.
Discotecagem de rock antigo (clássicos) durante a madrugada.

cartaz

Serviço:
Full Fest
Bandas + debates + filmes + exposições
Data: 13 e 14/12/2008
Local: Espaço Natureza – Itapira (Rodovia Vicinal Itapira-Mogi Guaçu, km 03)
Ingresso: R$35 (entrada e transporte incluso, os ônibus sairão do Metrô Bresser (Linha vermelha), às 10h, com tolerância até 11h30.

Para quem é de São Paulo (capital) Ingressos a venda na galeria do rock-1°Andar, Loja Flame N°222 Tel.3224 8916.

Corra e compre o seu, pois serão ingressos limitados.

Para quem vem de outros estados, favor consultar as bandas que estão montando vans/ônibus, pois só será cobrado o valor do transporte.
Ingressos na porta por 5 reais por dia.

Qualquer dúvida envie email para fullfest2008@gmail.com.

D.E.R. – Quando a esperança desaba

outubro 1, 2008

D.E.R. – Quando a esperança desaba
(Pecúlio Discos/ Karasu Killer/ Cospe Fogo/ Fuck it all Recs – 2008 – CD)

Pois é. Demorou mas saiu. Tudo bem que a resenha vai sair com alguns meses de atraso, mas o CD também demorou a sair. E o resultado foi o esperado mais o plus de ter toda a rapidez e agressividade sonora que essa turma consegue produzir com notas musicais tocadas na velocidade da luz ou além dela, registradas numa bolachinha. Quem pensa que a esperança desaba e que não é possível pogar ao som do grindcore executado por esses caras sob o risco de embaralhar as pernas, está muito enganado. Em algumas faixas, como em “Lucro e troca” e “A vitória e o fim”, o dono das baquetas Barata, resolve dar uma trégua, mas não por muito tempo, pra que a gente respire, porque no geral as baquetas mais parecem asas de beija-flor que a gente nem consegue ver direito de tão rápidas que são. Poesia? Que nada! Eles cantam o pessimismo, a desesperança, o desespero e a realidade dolorida e incolor que tem em cada ferida aberta na sociedade, sem rodeios, virtuosismo ou meias-palavras. É grindcore, simples e reto. E por falar nisso, que tal ter 16 músicas em pouco mais de 14 minutos? Isso é D.E.R.. Pra completar, o álbum traz um videoclip de “Empregando o capital” e um material gráfico que, de cara, traduz o conteúdo do álbum, a esperança desabou e com direito à trilha sonora.

Contatos:
www.myspace.com/derpunk

Por Deise Santos