Meia-entrada em shows, cinemas e teatros na berlinda

Por Deise Santos

O Senado Federal está discutindo um projeto que é, no mínimo, incoerente. Depois da classe estudantil lutar e conquistar o direito à meia-entrada em cinemas, teatros e casas de espetáculos, o Senado Federal resolveu limitar esse direito aos dias de semana. Isso significa um retrocesso ou algo como andar na contramão da democracia e do acesso à cultura em todas as suas  vertentes.
Claro que não é novidade que muitas pessoas fazem o uso indevido deste direito, falsificando carteiras e boletos de universidades para usarem esse benefício, mas os produtores e administradores de teatros e casas de espetáculos, principalmente, também já arrumaram um jeito de não levarem prejuízo e estão cobrando valores astronômicos para, com o valor da meia-entrada, pagarem os custos e faturar (bem) com a produção do evento ou espetáculo.
A limitação do uso da carteira aos dias de semana – nos cinemas de segunda à sexta e nos teatros e casas de espetáculos de segunda à quarta – é um disparate. Qual estudante, precisando trabalhar para custear seus estudos e manter sua família, terá tempo para ir ao cinema, teatro ou shows nos dias de semana? E quais casas de espetáculos colocarão atrações de segunda a quarta, atrações essas que muitas vezes vêm de outras cidade, estados e até países, para que os estudantes possam vê-las se beneficiando do direito à meia-entrada?
Em sendo aprovada, as casas de espetáculos reduzirão os preços dos ingressos? Porque a única justificativa para termos shows por mais de R$30 (valor da entrada inteira) ultimamente, é que a maioria das pessoas pagavam o valor da meia-entrada.
Padronizar o documento de identidade com uma Carteira de Identificação Estudantil (CIE), que seria válida em todo território nacional é aceitável, mas quanto tempo isso irá demorar para ser implantado? A emissão dessa carteira gerará custos para o estudante? Quando essa CIE for implantada os estudantes poderão voltar a freqüentar os espaços culturais com direito ao benefício de meia-entrada nos finais de semana?
E porque estudantes de especialização, cursos técnicos e de línguas não terão direito à meia-entrada? Reconhecendo-se apenas como estudantes as pessoas matriculadas no ensino regular: primeiro grau, ensino médio e universidades (graduação).
Essa proposta descabida está para ser votada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal (sem data definida) e, se aprovada, irá ser discutida na Câmara dos Deputados.
Esse projeto é um um ato de violência silenciosa contra os estudantes. Limitar o acesso à cultura é impedir que o cidadão se alimente de referências culturais e expressões artísticas.
Claro que temos outras formas de artes como a literatura e os centros culturais gratuitos, entre outros, mas andar para trás excluindo pessoas do processo cultural é inaceitável.
Entre neste link e deixe sua opinião sobre esse projeto de lei.

Anúncios

Tags: , ,

Uma resposta to “Meia-entrada em shows, cinemas e teatros na berlinda”

  1. Sno Says:

    Tem show sim de segunda à quarta. O R.E.M. vai ser de segunda e terça. 300 pilas o mais barato (meia= 150).
    Brincadeiras à parte, é patético mesmo, já não bastasse as casa de shows pedirem preços astronômicos, ainda vem esssa ameaça…
    Tudo bem que eu não tenho mais esse direito, mas sou contra a essa possível decisão, pois para o cara que estuda, os dias livres são mesmo os finais de semana.
    O grande lance é a limitação do acesso à cultura.
    Depois ficam questionando as pessoas que “pirateiam” músicas, filmes… Mas isso já é pauta pra mais uma matéria…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: